18/05/2009

Sala da Escola Primária: Câmara Velha - Casa da Cultura de Marvão



(secretária do professor, mapa de Portugal ultramarino e insular)

(Caixa métrica, cartilha)

(manuais escolares)
(mesa expositora com material didáctico e documentação)

(reprodução de fotografias antigas das Escolas do Concelho de Marvão - década de 30 século XX)


Nas antigas celas da prisão, no rés-do-chão do edifício da Câmara Velha - Casa da Cultura de Marvão, o espaço contíguo à oficina de artesanato da Maria Joaquim Bonacho, albergava uma exposição de fotografia já antiga e desactualizada.

Este espaço foi reformulado para receber mobiliário e material das Antigas Escolas do Concelho de Marvão e foi assim criada a "Sala da Escola Primária".

Pretende-se preservar o espólio das Escolas Primárias que foram fechando no nosso concelho, mostrar aos mais novos e relembrar aos mais velhos, como funcionava e que materiais se usavam em meados do século XX, não só em Marvão como também por todo o país.

Recolheu-se material na Antiga Direcção Escolar de Marvão (Escola Primária de Marvão, do qual conservamos também o arquivo documental), da Câmara e Museu Municipal e muito agradecemos também os empréstimos de particulares. Destes últimos, gostaríamos de destacar o acompanhamento e o empréstimo de material do Professor Jorge Forte de Oliveira, antigo professor primário em Santo António das Areias.

Esta exposição faz ainda especial sentido no edifício da Câmara Velha, porque também aqui funcionou uma sala de aula (na antiga secretaria camarária, hoje auditório) sendo que muitos marvanenses aqui realizaram os seus exames de 4ª classe.

Há ainda alguns materiais em falta (ex. tinteiros, canetas de aparo, mala da escola ou lancheira) mas contamos ir enriquecendo o espólio na medida do possível. A sala está aberta ao público de terça a domingo, entrando pela Torre do Relógio.
Catarina Machado

1 comentário:

Alsul - Alentejo disse...

Parabéns por terem sabido preservar o espólio das Escolas Primárias que foram fechando no vosso concelho, para que no futuro possam mostrar aos mais novos e relembrar aos mais velhos, como funcionava a escola desse tempo e os materiais que se usavam em meados do século XX, não só em Marvão como também por todo o país.
Infelizmente muito desse espólio em alguns dos concelhos do distrito de Portalegre acabou no lixo.